Festa da Fogueira em Maringá promove comunhão, arrecadação de alimentos e evangelização

A primeira Festa da Fogueira foi realizada em julho de 2005 na residência do pastor Marcos Nomura com o grupo de jovens da época. Pouco a pouco foi evoluindo para o que temos hoje: um evento que demanda esforços e orações de todos os membros da igreja. Compreendemos que ela tem sido um meio de levar o evangelho, de forma indireta, para amigos e familiares.

Deni Kikuti e suas “mágicas”

A edição deste ano foi realizada em 06 de julho na Igreja Holiness de Maringá, sendo a 13ª Festa da Fogueira. O evento teve várias atrações: Deni Kikuti (Imel Marília) para divertir crianças e adultos com suas mágicas, transmitindo mensagens bíblicas através delas; atividades lúdicas no palco com os convidados dirigido por Luiz Adriano Teruya (IEH Londrina); coral da terceira idade e grupo de coreografia “Flechas de luz” (IEH Maringá), no qual crianças e jovens abrilhantaram o nome de Jesus por meio da dança.

Massagem relaxante

Entre as comidas vendidas nas barracas tivemos pastel, sobá, espetinho e doces preparados pelos membros, venda de artesanatos produzidos pelo grupo “Arte com Amor”, brincadeiras (que a cada ano vêm recebendo um direcionamento mais evangelístico) e o Espaço Saúde, criado ano passado com o objetivo de ter um contato mais próximo com os visitantes, pois, por meio da aferição de pressão arterial, seguida de massagem relaxante, encontrou-se a possibilidade de abertura para orar e falar do amor de Cristo.

Arrecadação de alimentos perecíveis

Ademais, não se pode deixar de mencionar a ajuda de alguns irmãos da Holiness de Campo Grande, com a oferta de ingredientes e preparação do sobá, e de Londrina colaborando nas barracas, antes e durante o evento.

Pela primeira vez arrecadamos alimentos não perecíveis como entrada voluntária. As doações foram para o Albergue Santa Luzia de Marillac, Maringá, administrado por uma instituição católica.

Por fim, entendemos que se trata de uma festa que demanda planejamento, logística e muita oração, a qual resulta em momentos de comunhão muito agradáveis entre os irmãos da igreja e seus convidados, mas que tem como principal objetivo falar do amor de Deus e evangelizar àqueles que não conhecem a Cristo como Senhor e Salvador.

Por Juliano Honda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *